sexta-feira, 16 de setembro de 2016

Peso de hoje: 66,4 kg

Fiquei feliz com o peso novo. Aos poucos vou baixando. E não tenho que ter pressa.
S[o quero ver resultados.
Eu sou muito doida, às vezes me vejo super gorda e ao mesmo tempo vejo as entradinhas do músculo. Minha roupas estão levemente mais folgadas, mas me vejo imensa no espelho. Outras vezes me vejo super fit! O que tb não é verdade!!!
Que merda isso!!

Mas enfim, um dia de cada vez.
Estou participando de um grupo de apoio online. Está sendo legal pegar dicas, ver como cada um lida com compulsão. Mas sei que apesar do grupo, eu tenho que me concentrar em minhas atitudes e prestar atenção ao meu psicológico. Como eu consigo lidar com comida no dia a dia.

Atualmente estou meio neutra. Nem motivada, nem desmotivada.
Claro, me sinto muito bem quando acordo e vejo que comi certinho no dia anterior.
mas me sinto triste em ficar escreva da balança (tenho em pesado), em comer diferente das pessoas, em não estar emagrecendo rápido.
Sei que isso tudo é bobagem, mas ma afeta! meu racional diz que "não liga pra isso, o importante é saber comer". Mas meu "fútil" diz que "quero ficar magra logo!!!"

Enfim, uma briga dentro da minha cabeça. E eu sei que hoje já é um dia importante, pois ele faz parte do resto da minha vida.  Eu não tô fazendo isso pra ter um resultado. Tô fazendo pra aprender a comer. Hoje já é um dia aprendido, amanhã também será. Todos os dias são importantes. Tem dias que vou comer a mais, mas SEI que é imprescindível não desistir por causa disso.

Os dias de hoje e amanhã e depois de amanhã são sacrifícios que faço pra poder dominar as minhas vontades. Pra quando eu dominar as minhas vontades, eu ter a auto estima lá em cima. Porque minhas vontades (de comer porcaria) são uma doença, um distúrbio. Ninguém tem que comer sentimentos. Então não sou normal!! Seguir estas vontades me deixam mal, muito mal.

Comer com equilíbrio é a chave! Comer um pouco de bobagens e não me empanturrar. ter a medida pra "parecer" normal, pra me sentir parte do grupo. Mas não me empaturrar pra eu não em sentir uma bosta!!

É o caminho do meio: se eu como demais eu me sinto mal porque não sou normal, se eu me privo eu me sinto mal, porque não sou normal.

Eu tenho aprender a controlar as porções pra poder me sentir normal, tanto fazendo parte do grupo dos normais, quanto pra saber que domino minhas vontades e a comida.

Eu consigo??? eu realmente consigo?? depois de tantos anos? Pode ser que sim, porque agora não vejo este caminho como um caminho perfeito. Eu assumo os erros dele. E os erros não são só deslizes. É todo dia, na comida, em como me sinto, em como trago este sentimento só pra vontade de comer, ou pra realmente comer mesmo.

Hoje eu estou assim, me dizendo "mais uma tentativa". E quando a motivação não está ali do meu lado, esta frase vira um peso. Como se eu não fosse conseguir.

Mas enfim. O que posso fazer? Esperar esta "motivação neutra" não me tirar do meu foco. Esperar que a "motivação super hiper" chegue e me faça ter fôlego pra continuar. Continuar somente.





Nenhum comentário:

Postar um comentário